Ouça agora na Rádio

N Notícia

Acusado de revender leitões furtados de Itapejara é preso pela Polícia Civil em São João.

FOTO: Policia Civil

Acusado de revender leitões furtados de Itapejara é preso pela Polícia Civil em São João.

Contra o detido ainda havia um mandado de prisão expedido pela Comarca de Campina Grande do Sul.

Trabalho conjunto da Polícia Civil de Pato Branco e São João resultaram na prisão de um homem no Distrito de Vila Paraíso, interior do município sanjoanense. C.L.S recebeu voz de prisão pelo crime de receptação e, contra o mesmo havia ainda um mandado de prisão expedido pela Comarca de Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba.

De acordo com o Delegado Chefe da 5ª SDP (Subdivisão Policial) de Pato Branco, Dr. Getúlio de Morais Vargas, as investigações iniciaram após a equipe policial receber boletim de ocorrência sobre furtos de leitões em granjas de suínos no município de Itapejara D’Oeste.

Segundo o proprietário das granjas de suínos esses furtos estariam ocorrendo desde o inicio do ano e, até o momento aproximadamente 600 leitões haviam sido subtraídos.

Após iniciar as investigações a equipe policial recebeu informações de que os leitões estariam sendo revendidos no Distrito de Vila Paraíso. A partir deste momento a equipe da Delegacia de Polícia Civil da Comarca de São João fez algumas diligencias chegando até o nome de um suspeito de estar receptando os suínos.

De posse das informações equipes policiais da 5ª SDP e Delegacia de São João deslocaram no ultimo sábado (29/07), até Vila Paraíso, onde localizaram o suspeito em sua residência. Após buscas foram encontrados dois leitões no porão da casa do suspeito.

Indagado sobre a procedência dos animais C.L.S negou estar receptando e revendendo os suínos “...realizamos diligencias na comunidade e encontramos pelo menos outros cinco lugares onde o detido vendeu os leitões, inclusive outras pessoas informaram que já tinham comprado leitões dele...”, informou Dr. Getúlio.

Durante as buscas foram encontrados nove suínos em residências da comunidade, os envolvidos foram encaminhadas a Delegacia de Pato Branco “... ouvimos as pessoas e todas confirmaram ter comprado de C.L.S, aparentemente estavam de boa fé, até pelo valor que pagaram, preço médio de mercado, então elas foram ouvidas na condição de testemunhas...”, concluiu Vargas.

A investigação prossegue na Comarca de São João para apurar se outras pessoas compraram leitões “... agora Drª Franciela segue em São João apurando se houve outras pessoas que compraram ou não e identificá-las até para colaborar com nossa investigação em Itapejara, onde ocorreram os furtos...”, disse o Delegado Getúlio.

C.L.S foi encaminhado a carceragem da 5ª Subdivisão Policial de Pato Branco e na sequencia ao Poder Judiciário da Comarca de Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba, qual expediu mandado de prisão.

FONTE: Por Ademir Hanzen com informações da Policia Civil.
Link Notícia