Ouça agora na Rádio

N Notícia

Contrabando e Descaminho são registrados em Coronel Vivida.

FOTO: Arquivo

Contrabando e Descaminho são registrados em Coronel Vivida.

Rapaz que comprou cigarro tinha em seu desfavor um Mandado de Prisão.

A equipe de Inteligência da 3ª Companhia do 3º Batalhão tendo recebido várias denúncias constantes diretamente à central da Policia Militar, realizou vigilância Rua Orlando Ferri no Bairro São Cristóvão em Coronel Vivida, aonde em tese, em uma casa eram vendidos cigarros oriundos do Paraguai, foi avistado um cidadão vestindo calça jeans, camiseta azul e boné, adquirindo cigarro no local, foi solicitado para a equipe de rádio patrulha realizasse a abordagem, que prontamente a fez, o indivíduo ao ser questionado o mesmo informou que teria adquirido no referido endereço, a quantia de 04 (quatro) maços de cigarros, ambas da marca "Fox", relata ainda que teria pago a quantia de R$10,00 (dez reais) em espécies para a proprietária pela mercadoria adquirida. Diante do fato foi solicitado apoio da equipe Rotam e realizado abordagem a residência a qual tem como morador e proprietário um casal, sendo orientados sobre os procedimentos cabíveis, os quais autorizaram de forma expressa a entrada na residência. Ao ser realizada a busca na casa, foi localizado em um quarto desta, uma agenda com anotações diversas e a quantia de 578 (quinhentos e setenta e oito) maços de cigarro marca Fox e Classic, sendo assim, foi dado voz de prisão à proprietária, pelo crime de descaminho e lido seus direitos constitucionais. Em ato continuo foi consultado a identificação do rapaz que comprou os cigarros, sendo que em consulta ao Banco Nacional de Mandado de Prisão constatado que o mesmo possui um mandado de prisão em seu desfavor, por suspensão de regime, expedido pela comarca de São Miguel do Iguaçu, PR. Diante dos fatos, foi efetuado contato com o Senhor Delegado da Polícia Federal de Guarapuava e informado do fato acontecido, então encaminhada a autora, juntamente com o cigarro e agenda apreendida, sendo que, o rapaz, foi ouvido termo na Sede da 3ª Cia, referente à compra do cigarro, em seguida encaminhado e entregue junto à 5ª SDP de Pato Branco. Se faz necessário informar, que na mesma residência no dia 13 de fevereiro de 2015, também já havia sido flagrado situação semelhante de descaminho, tipo, comércio ilegal de cigarros.

FONTE: Por Douglas Nunes - Repórter Rádio São João com informações da Polícia Militar.
Link Notícia